Educação e formação de professores: cenários e práticas pedagógicas

Educação e formação de professores: cenários e práticas pedagógicas R$ 15,90 Comprar

É uma obra que concede ao leitor a possibilidade de ampliar a compreensão quanto a alguns aspectos políticos pedagógicos que desembocam na efetivação de uma prática docente comprometida com a qualidade social, seja na implementação de uma política educacional respaldada por uma legislação específica para as questões étnico-raciais, ou mesmo ao apontar a possibilidade da inserção do uso da tecnologia assistiva em ambientes e por profissionais que atuem diretamente no Atendimento Educacional Especializado (AEE). Aprendi muito ao ler este livro, desde os primeiros capítulos, pois estes ratificam a necessidade que todos os educadores brasileiros possuem de retomar os estudos sobre o neoliberalismo, o Banco Mundial e a participação deste organismo multilateral na definição da agenda das políticas educacionais em países como o Brasil. A partir da década de 1990 até primeira metade da década do século atual esses temas eram recorrentes nas pesquisas e produções acadêmicas. A retomada dessas discussões se torna vital aos pesquisadores, graduandos e professores, neste findar da segunda década, pois em tempos de redução de direitos e de recursos financeiros na educação é necessário compreender melhor a relação causa e consequência, assim como as nuanças de cada tempo histórico. No decorrer da leitura da obra, as partes e páginas nos levam para caminhos diversos e interessantes, apresentam recortes do todo, mas não perdem a referência que certamente reuniu autores de formação e campos diversos de atuação. Certamente o exercício político da função de educador e de intelectual agregou os autores que nos presenteiam, em tempos difíceis no cenário societário e educacional, com uma obra que colabora com quem em está disposto a iniciar um diálogo sobre resistência e busca de caminhos na caminhos na educação básica.
Enfim, é um livro que nos mostra a práxis de intelectuais/docentes que no ato político da educação, pela face da escrita, nos fazem lembrar Walter Benjamin, que nos alerta para que tenhamos cuidado para não sermos transformados em instrumento da classe dominante. Este livro nos oferece indicações comprometidas com a tradição e os direitos dos historicamente excluídos.

Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.